sexta-feira, março 11, 2011

Resenha: A Hospedeira | The Host - Stephanie Meyer

Oi pessoas, tudo bem? Ainda estão curtindo o feriadão do carnaval, ou, como eu, já estão à toda velocidade no trabalho? Blah! Chega de papo furado e vamos ao que interessa, né?!

Bem, estava ansiosa para fazer esta resenha. Ansiosa e ao mesmo tempo relutante, sem saber por onde começar. São tantos pólos opostos dentro de um mesmo ambiente que tentarei ao máximo não me perder no caminho, prometo.

Quem não conhece Stephanie Meyer? A autora da saga Crepúsculo (Twilight) ficou famosíssima depois da loucura que foi a resposta dos adolescente mundiais com relação à saga. E quem não viu ou leu a saga? É quase impossível achar alguém que não tenha ao menos assistido ao filme, né? Apesar de que os filmes são um lixo se formos comparar com os livros. Lendo a série tive que admitir que a autora sabe escrever para jovens e tem um discurso muito jovem e atual, legal de se ler.


Mas, voltando ao tema da postagem... eu finalmente consegui ler A Hospedeira. E foi uma de minhas maiores "surpresas literárias". Eu digo finalmente porque minha história com este livro já é longa. Eu sempre digo aqui que sou uma bookaholic assumida, que leio livro bom, livro ruim, meu negócio é ler, mas este livro foi uma enorme batalha. Na verdade passei exatamente um ano tentando ler este livro. Li as cinco primeiras páginas umas dez vezes, sem exageros. Desisti.. achei o livro chato, a história estranha... De início eu já não sou fã de ficção científica, e aí ela mistura isso com almas e outras coisas confusas logo de início, confesso que eu não tive forças para tentar mais do que já havia tentado. Até que em um de meus passeios à Saraiva, eu encontrei uma menina que me indicou o livro dizendo que era muito bom.. fiquei desconfiada, comentei que tinha tentado ler, e ela me disse que o início era meio estranho mas que depois a história engatava e ficava muito legal.

Minha amiga-irmã-que-eu-amo-de-paixão, Van Kosta, comprou o bendito livro na promoção da Saraiva e acabou sem ter tempo pra ler... e me deu. Ficamos um mês um encarando o outro.. ele em cima de minha mesa..

Depois de tentar ler o bendito livro mais algumas vezes me dei por vencida. De novo. E de novo me indicaram como sendo um bom livro. E então a curiosidade matou o gato, ou melhor, a gata, né?! haha.. E sabem o que aconteceu? EU AMEI O LIVRO!!

A história é linda, e, realmente é confusa no início. É um livro que você só entende as primeiras cenas ao dar continuidade com a leitura. Na história a Terra é dominada por minúsculos seres alienígenas que se apoderam do corpo dos humanos apagando suas mentes. Estes seres se autodenominam como almas, e, Melanie, uma das últimas humanas fugitivas do planeta, é capturada e submetida à uma alma denominada Peregrina (Peg). 

A mente de Melanie não se perde, e ela luta para se manter viva dentro de seu corpo divido com a mente de Peg

Ao ver que não conseguiria vencer a constante batalha travada com as intervenções mentais de Melanie, Peg se rende e vai em busca dos humanos restantes, em um refúgio indicado por seu tio antes mesmo de Melanie ser capturada. A tarefa não é tão fácil quando Melanie percebe que os humanos não estão nem um pouco receptivos, e, na verdade, ela precisa lutar para se manter viva.

Bem, Melanie amava um homem, este homem amava Melanie, e Peg começa a amá-lo, mas depois descobre-se apaixonada por outro homem que ama a Peg que está no corpo de Melanie. Complicado, né?! Mas se torna um lindo "quadrado" amoroso. 

Junto com esta confusão romântica, Peg dá uma grande lição de humanidade aos humanos (é isso mesmo..hehe), e ao mesmo tempo percebe o quão terrível é a forma em que ela e seus irmãos extraterrestres vivem, ocupando os corpos dos humanos.

Toda aquela medonha ficção científica (para alguns claro, pois há quem goste) é atenuada pela linda história de respeito, amor ao próximo e, sem dúvida, pelos dois lindos romances que surgem no decorrer de inúmeras situações.

De fato, foi o livro mais surpreendente que eu já li.. aquele livro em que você não dá nada, sabe? E que se transforma em uma bela história... AMEI. Stephanie Meyer foi excelente em todos os aspectos desta trama, e, eu gostei tanto que hoje começarei a ler novamente o livro.

"Ficção científica para quem não gosta de ficção científica."
Stephanie Meyer

Vale muito à pena este livro.

Vocês já leram? Gostaram?

2 comentários:

Van Kosta - Butterfly Back disse...

Lana!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Ainda hoje, vi essa capa e lembrei de vc... que saudade!!!!Bjbjbjbjbj!!!!

Julie disse...

Eu li assim que terminei amanhecer! e no começo tambem impaquei um pouco mais ai respirei fundo e li! amei o livro!
SPOILER!!!!!
Minha irmã acho que se ela morresse mesmo no final o livro seria melhor, mas me indentifiquei tanto com a peg que nao sei se teria gostado tanto assim huauhahuauhuahuahuauhahu
FIM DO SPOILER!!!!!

Muito bom o blog! ainda vou tentar ler alguns dos outros livros que você recomenda até hj soh li a serie da morada da noite e crepusculo!